top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

Ações de crédito do Idam asseguram mais de R$ 1,2 milhão para produtores rurais do Amazonas

O recurso foi liberado por meio da Afeam e do Banco da Amazônia e destinado aos produtores de Barreirinha, Humaitá e Iranduba

 

No último final de semana, o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) viabilizou, por meio da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) e do Banco da Amazônia, linhas de crédito rural que totalizaram mais de R$ 1,2 milhão para produtores rurais dos municípios de Barreirinha (a 331 quilômetros de Manaus), Humaitá (a 590 quilômetros da capital) e Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus). Esse recurso foi destinado a projetos para custeio e aquisição de insumos e materiais utilizados pelos trabalhadores."


 

Do montante disponibilizado, R$ 720 mil atenderam os produtores rurais de Barreirinha durante a 16ª Expobae, que aconteceu nos dias 13, 14 e 15 de outubro. O recurso contemplou 44 projetos elaborados por técnicos da Unidade Local (UnLOC) do Idam. Além da ação de crédito no município, o instituto também entregou diversos equipamentos de pesca, como botes, motores de popa, roçadeiras, fornos, freezers e bancadas para casas de farinha.


 

Em Humaitá, o valor "liberado" aos produtores rurais foi de R$ 250 mil, quantia destinada a cinco projetos elaborados pela UnLOC do Idam na cidade. A ação de crédito aconteceu durante a feira agropecuária ExpoHuma, nos dias 13, 14 e 15 de outubro. Na ocasião, o instituto realizou ainda a entrega de 38 Cartões do Produtor Primário (CPP).


 

Já no município de Iranduba, durante a 3ª Feira de Agronegócio da Fazenda Santa Rosa, 17 projetos garantiram crédito rural por meio da ação Idam junto à Afeam e Banco da Amazônia. No total, R$ 261,4 mil foram destinados às demandas dos produtores locais.


 

Para o diretor-presidente do Idam, Vanderlei Alvino, o trabalho das unidades locais é fundamental para o desenvolvimento do setor primário, assim como a realização de ações de crédito, indispensáveis para o fomento das atividades desenvolvidas pelo trabalhador rural.



“Estamos com o agricultor familiar em todos os momentos e a prova disso é a atuação das unidades locais e as constantes ações de crédito que temos realizado, principalmente neste momento de estiagem. Viabilizar o acesso de crédito rural é uma forma de amenizar os impactos da seca nas atividades dos produtores rurais e garantir a eles uma melhor qualidade de vida”, finalizou.



0 comentário

Comments


bottom of page