top of page
Buscar
  • Foto do escritorAdauto Silva

‘Ação Social Indígena: Inclusão e Cidadania’ leva atividades integradas à comunidade indígena

Ações e serviços do Governo do Estado e entidades contribuíram para a realização do evento 


O Governo do Estado, por meio da Fundação Estadual do Índio (FEI) promoveu, na sexta-feira  (29/09), o primeiro dia da ‘Ação Social Indígena: Inclusão e Cidadania’ na Maloca dos Povos Indígenas, localizado na comunidade Parque das Tribos, Tarumã-Açu, através de ações integradas com secretarias e entidades do eixo estadual.



“A FEI está muito feliz de poder contribuir para a realização deste evento de grande importância para os povos indígenas. Acreditamos que esse evento é um passo importante para a melhoria da qualidade de vida com inclusão e cidadania aos povos originários”, afirma Sinésio Trovão, diretor-presidente da Fundação Estadual do Índio.



Aberto ao público indígena, foram realizadas palestras em alusão ao Setembro Amarelo, mês de conscientização ao suicídio, coordeando pela Secretaria de Direitos Humanos, Justiça e Cidadania (Sejusc-AM) com o tema “Toda história é importante: Sua atenção salva uma vida”.



Já o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apresentou dados indígenas no Amazonas e Brasil, relatando a importância dessas informações aos que estavam presentes. O evento também contou com a a presença do Instituto de Desenvolvimento Agropecuária e Florestal Sustentável (Idam) com o Engenheiro de Pesca, Marcel Ribeiro, e dos  técnicos Maísa Moura e Robert Hage, palestrando sobre políticas públicas do cartão do produtor primário para agricultores. Em seguida, houve orientações sobre o edital Paulo Gustavo, com o representante da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC), Ricardo Macêdo.



Houve ainda exposição de artesanato e grafismo indígena. Uma das atividades foi da Secretaria Executiva do Trabalho e Empreendedorismo (Setemp), que disponibilizou os serviços de emissão de carteira para artesãos, orientações sobre linhas de créditos para financiamento do artesão empreendedor, e através do SINE, realizou o cadastro de pessoas para o emprego e o atendimento de orientação ao seguro desemprego.



Segundo o Secretário Executivo da Setemp, Paulo Gilson, as atividades são importantes para a comunidade indígena. “Acreditamos que esses serviços são essenciais para o desenvolvimento econômico e social dos povos indígenas do Amazonas. Queremos contribuir para que esses artesãos possam ter acesso a oportunidades de trabalho e renda, e para que possam fortalecer sua cultura e identidade”.



A equipe do Instituto Joana Galante, esteve no local com os serviços de corte de cabelo, massagem e embelezamento. A Sejusc também esteve com a Unidade Móvel de Atendimento à Mulher com orientação jurídica, serviço social e psicólogo à disposição e a UEA com a “UEA Cidadã”, “UEA Educa Onco” e “UEA Odonto Para todos”, oferecendo ao público indígena medição de pressão arterial, exames de glicemia, índice de massa corporal e outros serviços.


A Secretária de Políticas para Mulheres, Maricília Costa, afirma que é importante garantir acesso à justiça e informação. “A Sejusc-AM está presente com a palestra de prevenção ao suicídio e com a Unidade Móvel de Atendimento à Mulher. Acreditamos que é importante garantir o acesso à justiça e à proteção social às mulheres indígenas. A violência contra a mulher é um problema grave que atinge todas as populações, inclusive as indígenas”, ressaltou.


As atividades encerraram-se às 12h e retornaram às 16h para o Momento Cultural com apresentação musical de danças, desfile de moda indígena, venda de comidas típicas e continuação da exposição dos artesanatos até às 19h. Retornando neste sábado (30/9), às 08h, finalizando às 16h.

0 comentário

コメント


bottom of page