Buscar
  • Adauto Silva

12 ton》Órgãos de proteção ambiental fazem uma das maiores apreensões de pescado ilegal no Amazonas

A apreensão de pescado ilegal considerada uma das maiores no Amazonas foi realizada pela Base Arpão nesta terça-feira, 21/07


Material apreendido:

✅ 05(Cinco) toneladas de Pirarucu fresco;

✅ 07 (Sete) toneladas de Pirarucu salgado;

✅ 01 (uma) embarcação do tipo pesqueiro



Prejuízo ao crime:

R$ 800.000,00

(Oitocentos mil Reais)


Durante a Operação Hórus - Base Arpão - 14a Edição, com apoio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente - SEMA, do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas - IPAAM e das Secretarias Municipais do Meio Ambiente e de Ação Social de Coari/AM, ao realizar abordagem na embarcação Thaiane Mirella, tipo pesqueira, oriunda do município de Jutaí/AM com destino ao município de Manaus/AM, realizou a apreensão de aproximadamente 05 (cinco) toneladas de Pirarucu fresco e aproximadamente 07 (sete) toneladas de Pirarucu salgado ilegal, pois o mesmo encontra-se em período de defeso por todo o período do ano.



Ao questionar o responsável pelo pescado, sobre a procedência da carga, o mesmo respondeu que o produto era legalizado, que havia sido manejado da Associação dos Comunitários que Trabalham com o Desenvolvimento Sustentável do Município de Jutaí - ACJ e que possuía guia de transito expedida pelo IBAMA, porém, quando as equipes de revista da Base Arpão solicitaram que o mesmo tirasse 03 (três) unidades de pirarucu de cada porão, foi constatado que os animais possuíam lacres, mas, os mesmos não constavam na referida guia de trânsito, o que levantou suspeita na equipe, que continuou tirando o pescado dos porões da embarcação e constatando que haviam cerca de aproximadamente 05 (cinco) toneladas de pirarucu fresco sendo transportada de forma ilegal. Após 20 horas de buscas, as equipes da Base Arpão encontraram aproximadamente 02 (duas) toneladas de pirarucu salgado em sacos plásticos, acondicionadas em meio ao gelo. Ao continuar as buscas na embarcação, a equipe encontrou uma parede falsa e dentro dela fora encontrado cerca de aproximadamente 05 (cinco), totalizando aproximadamente 07 (sete) toneladas de pirarucu salgado ilegal.



O responsável pelo pescado ilegal foi apreendido e apresentado à autoridade policial, na Delegacia de Polícia Civil da Base Arpão, que realizou o flagrante do mesmo e além de todos os procedimentos de Polícia Judiciária.



Todo pescado apreendido foi doado através de Termo de Doação à Secretaria Municipal do Meio Ambiente, na pessoa do Secretário Cristian Pereira Rodrigues, o qual juntamente com a Secretária de Ação Social do município de Coari, distribuiram o pescado apreendido às entidades que trabalham com assistencialismo social no município, com as comunidades ribeirinhas e com as famílias de baixa renda cadastradas em programas sociais do município e do estado.


Baixe o aplicativo Moto-ka no play Store do seu celular e boa viagem

Em Manacapuru-AM



0 comentário